domingo, 27 de dezembro de 2009

VACA ATOLADA !


Saudações, amigos(as) da comilança sem preconceitos e sem culpa!

É comum, em alguns botequins, sobretudo da capital paulista, o serviço de almoço. Comumente muito frequentado por pessoas que trabalham pela região, e apreciadoras da boa tradição da comida de boteco e que diga-se de passagem, é tudo de bom!

Esse prato é tão famoso e apreciado, que no calendário do boteco, mereceu um dia especialmente dedicado a ele, assim como tem a feijoada. E se a memória deste colunista não estiver falhando por sua idade, digo que o dia da Vaca Atolada - nossa famosa costela com mandioca - é às quintas-feiras, impreterivelmente!

Diga-me, há como resistir à essa magnífica orgia gastronômica? Não tem como!

É tudo de bom!

Vejam a receita e deliciem-se, sem dó!

Para nossa vaca atolada, você precisará de:

INGREDIENTES:

1 ½ kg de costela de ripa (Ponta de Agulha)
1 colher de sobremesa de cominho em pó
3 folhas de louro
6 cravos inteiros
6 pimentas-do-reino inteiras
1 copo de vinho seco
1 colher de sobremesa de tempero pronto, ou a gosto
1 kg de mandioca picada e cozida.

PREPARO:

Corte a costela, separando cada pedaço de osso, Marine por 6 horas.

Leve para cozinhar em panela de pressão, por ½ hora, acrescentando a marina e cobrindo com água.

Depois do pré-cozimento na panela de pressão, coloque em uma panela de ferro, para completar o cozimento. Cozinhe, até ficar bem macia, sem desmanchar. Esse tempo de cozimento varia entre ½ e 1 hora.

Mexa de vez em quando, para não grudar no fundo e complete a água, sempre que necessário.
Quando a carne estiver cozida, acrescente a mandioca previamente cozida e afervente por 10 minutos. Sirva na própria panela.

Sirva com um arroz branco bem soltinho e uma saladinha de tomate.

Lógico, a harmonização perfeita dela é uma cerveja bem encorpada, indico a Serra Malte. Agora, quem gosta de um bom vinho, é aconselhável um malbec argentino ou mesmo um carmenère chileno para esse prato.

Bom apetite.

Nenhum comentário: